Mãe/Madrasta Sobrecarregada -
Faço Papel de Escrava da Família!

 

Compreendo que muita coisa é tolerado por amor, amor ao marido e aos enteados, mas tudo na vida precisa ter limite e respeito!

"Olá, sou casada, meu companheiro tem dois filhos que moram conosco. Temos muitas brigas em questão de tarefas de casa. Acho que precisamos muito de terapia familiar.

As vezes fico confusa com minhas atitudes, por exemplo: por ser a mulher da casa tenho que ficar com todas as obrigações, como limpar o cocô do cachorro deles, tirar a roupa suja do banheiro quando tomam banho, quando tiram algo do lugar e depois não os colocam de volta etc... preciso de ajuda. E espero ser ajudada.

Desde de já muito OBRIGADA."

Querida M! Fiquei preocupada com você! Pois, todos estão equivocados quanto a seus papéis em casa e o pior é que você assumiu o de "empregada doméstica da família". Sendo assim, o primeiro e importante passo você já tomou: o de reconhecer que algo está errado. Depois disso o que deve acontecer é sua mudança de atitude, principalmente das suas e uma boa reunião familiar para explicar como funcionarão as coisas.

M, o seu problema é simples de resolver, o que precisa é de firmeza da sua parte e constância nas decisões. A firmeza é para que você não flexibilize muito nas obrigações, as vezes será preciso, mas só as vezes! A constância é para que sua palavra seja de Rainha, não mude, o que é certo será sempre certo e o que é considerado errado será sempre considerado errado.

 Muitas vezes preciso lembrar para as madrastas,  que:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

Então, se cuide, se arrume, se coloque em primeiro lugar, se respeite, se ame. Se você fizer isso, os outros irão fazer também.

Converse o seu marido e peça o apoio dele, tenha-o como aliado. Ao conversarem, não acuse ou fale mal dos filhos dele, fale do seu sentimento, que se sente desvalorizada e cansada até para namorar! Fale com carinho, esta linguagem dá muito mais resultados que acusações, brigas e reclamações. Peça a ajuda dele. Converse com ele sobre a distribuição de tarefas e que precisa colocar ordem na  casa, regras na família. Diga que as coisas não  estão funcionando bem, estão acontecendo muitas brigas, desentendimentos, mágoas e não é isso que você quer para esta família que você ama. Lembre-se: não acuse ninguém de folgado ou preguiçoso, fale de seus sentimentos que está sobrecarregada e que se submeteu as tarefas no início, porque pensou que teria algum tipo de ajuda,  mas, que você não consegue fazer tudo sozinha e que cada pessoa precisa ter um responsabilidade em casa .

Conversem sobre as regras que deverão ser empregadas na família a partir de (estabeleça uma data) tal data. Quando for apresentar as regras, ouça e discuta a opinião dos filhos, modifique, se necessário, só não descaracterize a regra. Entrem em consenso e escolham o melhor para todos.

 

Quando os filhos tem a sensação que participaram das decisões, eles aderem com mais disposição e facilidade.

 - Tempo de fazer as tarefas - 2 horas Fazer média real e alcançável de tempo conforme desempenho da criança.

 - Roupas sujas.Cada pessoa pega a sua e coloca no cesto ou local estabelecido.Estabeleça o local

 - Ajuda em casa Tirar a mesa / jogar o lixo / arrumar a cama, lavar, secar ou guardar louça.A criança deve ter alguma responsabilidade na manutenção da ordem em sua casa.
 

Hora de dormir - Deve ser estabelecida a hora limite. Os que estudam pela manhã deve dormir mais cedo, mas é bom que todos os filhos durmam no mesmo horário para que os pais possa ficar juntos sozinhos. Ex: 21:30 ou 22:00 h.

Hora de brincar ou hora livre, assistir TV.Deve acontecer depois de feitas todas as obrigaçõesDeve ter hora de começar e terminar.

 Hora de estudar e comer. Não pode ser compartilhada com a TV, músicas ou vídeos, games.   Na agenda existe hora para cada atividade. Horário para iniciar e terminar.

Marque uma reunião com todos os membros da família, incluindo pai, os filhos dele, o seu filho e você, é claro! Seu filho também terá seus deveres que devem ser cumpridos por ele.

Comece a reunião falando que tem muita coisa para fazer em casa e que está se cansando e desgastando muito, por isso, para que as coisas sejam justas e que continuem andando bem, você irá dividir algumas das atividades com todos. Diga "Agora vamos fazer uma lista com tudo o que tem para fazer aqui em casa, me ajudem, por favor" espere que sugiram e vá listando. Fale tudo com carinho, sem acusações, raiva ou revolta, pois o que for dito desta forma, causará a mesma reação. Fale baixo, pausadamente, olhando nos olhos deles, mostre que se sente cansada e que na família uma pessoa precisa da outra, eles precisam de você e você deles.

Façam uma lista com TODAS as atividades que existem para serem feitas por alguém na sua casa, desde arrumar a cama, guardar os sapatos, colocar roupas sujas no local certo (cesto ou máquina lava roupas), arrumar a mesa para almoço e jantar, tirar os pratos da mesa, por e tirar roupas do varal, dobrar, passar roupas, pôr comida e água para o cachorro, levá – lo para passear, limpar o cocô do cachorro, etc. Todas!! Ao listar em família, eles visualizarão quanta coisa você faz sozinha! Depois, deixe inicialmente que eles escolham as atividades que gostam mais de fazer, se precisar, no final, distribua o restante. Você também terá as suas conforme seu tempo disponível e ainda terá que supervisionar, isso não inclui "pegar no pé". Se precisar fale firme, sem gritar,transmitindo autoridade sem braveza, raiva ou acusações. 

Escreva ou digite semanalmente, mensalmente ou como quiser, imprima  e coloque um ok ou uma figurinha para as tarefas cumpridas por você e pelos outros. Fixe este material (cartaz ou papel com as atividades) em local visível e alcançado por todos.

Divida as atividades, lembrando que as idades e atividades precisam ser respeitadas. Para começar, dê a cada um a responsabilidade de cuidar de si próprio e de seus pertences. Cada pessoa, ao chegar da escola, deverá guardar seus materiais e uniformes no lugar certo, o que for reusar, deve ser guardado no armário ou gaveta e o que for para ser lavado colocado no lugar de roupas sujas. Os livros e mochilas devem ter local para serem guardados e cada um guarda o seu, quando chegar da escola e depois das tarefas. Cada um deve arrumar a sua cama, gavetas e armários (isso deve ser supervisionado e orientado sempre). Após as refeições devem levar seu próprio prato, talheres e copos para a pia e ajudar a levar os utensílios de servir para que sejam lavados. A tarefa de lavar louças pode ser dividida em três etapas, um lava, outro seca e outro guarda e isso pode ser revezado por semana. Assim como varrer e limpar o chão, pode ser revezado semanalmente ou mensalmente, como preferir.

Não se desgaste cobrando o tempo todo ou lembrando que as atividades sejam feitas, se todos sabem do que deve ser feito é melhor não ficar "remoendo" para não "encher o saco"(risos). Se a pessoa deixar de fazer, tenha uma conversa séria com ela, lembrando de seus deveres e o quanto é importante para a família. Se não adiantar, peça para o pai conversar e tire privilégios.

Se quiser premiar o cumprimento das atividades com um passeio em família é muito bom e aconselhável. Pode ser em um parque para não gastar nada e se divertir muito, organize  um piquenique ou passeio de bicicleta, skate, patinete... pode também usar como prêmio lembrancinhas ou presentinhos.

Não faça as tarefas de alguém por que ele deixou de fazer, senão vai voltar ao mesmo problema de antes. Tenha paciência, se a pessoa deixar as roupas sujas no banheiro, não pegue ou fale nada! Deixe-as lá até... se demorar para tirar converse com a pessoa, ou peça para seu marido conversar (Deixá-lo falar com o filho é melhor).

Relembrando: seja firme, tenha paciência e constância, pois só assim você terá paz em família e tempo para você e para dedicar ao seu marido.

Repeti bastante sobre a forma de falar, tom de voz e que não se deve ficar repetindo, pois, este é o estímulo que você dará para ter ou não as suas solicitações feitas.

​"Corrija os seus filhos, e eles serão para você motivo de orgulho e não de vergonha".

Provérbios 29:17 NTLH.

  Grande Abraço,

Psicóloga e Coach Celma Maciel 

  • ​Você não é Empregada ou Escrava do marido nem dos filhos dele, da casa, nem camareira ou cozinheira, etc;

  • Ter responsabilidades  e fazer as coisas por amor é diferente de deixar que aproveitem da sua bondade;

  • Você não é Mãe dos filhos dele, eles já tem mãe, o seu amor e cuidado são diferentes e tem limites. Não force a barra!

  • ​Nos problemas e decisões que cabem aos pais, pai e mãe do enteado, passe a bola. Estes problemas são os que não envolvem você, sua casa, suas finanças, sua paciência. Não se preocupe com problemas que não são seus, nem gaste tempo com isso, use este tempo precioso para ir ao salão se embelezar mais!

  • ​O  auto respeito e autoestima devem ser e estar SEMPRE preservados e em primeiro lugar na sua vida. Nunca deixe que te subestime!

  • ​As regras da casa são suas e do seu marido, não da ex e dos filhos deles. Eles, os filhos, irão participar de algumas decisões, mas a palavra final é do casal, ou seja SUA e do seu marido;

  • ​Você é dona-de-casa, ou seja DONA DA CASA;​

  • ​Vocês são uma família onde cada um tem direitos, obrigações e  papéis (funções).​

  • ​Respeito entre os membros da família é primordial.​

© 2019 · Celma Maciel. Todos os direitos reservados. Termos de uso e Privacidade.